As futuras salas de reunião projetadas pela Microsoft

Para a maioria das empresas, recriar a visão da Microsoft envolverá o investimento em novo hardware. Numa das salas de demonstração, a empresa mostra, e poderemos ver o Surface Hub 2S de 85 polegadas atuando como o ponto focal da reunião, sendo que esta solução é uma “exibição colaborativa” A Microsoft vende a solução por US $ 22.000 (Cerca de 18.050€). As atualizações também não param nos ecrãs caros, pois a melhor experiência possível de Teams envolve microfones de alta qualidade instalados no teto de uma sala e uma câmara inteligente para rastrear os participantes pessoalmente.

“A criação de experiências equitativas e inclusivas começa com o design para as pessoas que não estão na sala”, disse o CEO da Microsoft, Satya Nadella num post do LinkedIn descrevendo os pensamentos mais amplos da empresa sobre o trabalho híbrido.”Queremos garantir que aqueles que entrarem remotamente sejam sempre participantes de primeira classe. ” Assim, o plano da Microsoft para melhorar as salas de reunião inclui ecrãs ainda maiores, áudio espacial, Teams em ´tamanho real´ e câmaras à altura dos olhos, que também farão com que tudo pareça mais natural.

À medida que algumas empresas começam a fazer a transição de seus funcionários para modelos de trabalho híbridos, a Microsoft compartilhou um novo vídeo detalhando como vê o seu software Teams a encaixar-se nesses arranjos. O clip mostra uma interface de salas atualizada que irá posicionar os participantes remotos perto da parte inferior do ecrã para fazer parecer que eles têm um lugar à mesa. Acima deles, duas janelas dedicadas ao bate-papo da reunião e quaisquer itens de ação que precisam de atenção e acompanham a apresentação atual.

A Microsoft prevê um novo hardware a acompanhar estes aprimoramentos de software. O ecrã que exibe a interface do Teams será maior para fazer os nossos colegas parecerem em tamanho natural. Além disso, as câmaras colocadas no nível dos olhos ajudarão a fazer as reuniões parecem mais naturais. O áudio espacial, por sua vez, existe para fazer com que o som de uma voz venha da pessoa específica que fala ao ecrã. A Microsoft não é a única empresa que pensa sobre o papel que a tecnologia pode desempenhar em espaços de trabalho híbridos. No início da semana, a Google exibiu o Projeto Starline na sua conferência de ´developers´ de I / O. É uma combinação de hardware especializado e´software de visão´ no computador que cria um efeito de “janela mágica” para fazer parecer que a pessoa com quem está a comunicar remotamente está na mesma sala.

Fonte: Engadget

Battlefield 6 foi anunciado pela EA e é o novo jogo da série

O próximo título Battlefield foi confirmado oficialmente pela Electronic Arts na página oficial do jogo e nas redes sociais. Foi de forma entusiasta que os fãs receberam há poucas horas o anúncio através de uma publicação partilhada nas contas oficiais associadas. A legendar a publicação das redes sociais segue uma frase, “preparem-se para uma revelação em breve“.

CEO, visto pela Forrester em 2020

ceo2

Sendo este o elemento mais importante na economia em todas as indústrias, e em 2020, é analisado com uma média de idade de 63 anos, pertencendo a uma geração que não frequentou a faculdade numa era com computadores. Nos tempos atuais, coisas boas estão a acontecer, sendo tempos em que a Amazon é uma referência.
Atualmente, o foco no CEO, reflete a necessidade numa falta de medo do desconhecido, necessidade de se abrirem´ e começarem a entender e obter o apoio necessário na compreensão de blockchain, nuvem, etc, recorrendo por exemplo a apoio de backoffice com criatividade de empresas, sem medo de ser único nesta vertente das
tecnologias: não o foco, mas a criatividade – intersecção da criatividade e tecnologia, e não tendo medo que deve entender e ser ousado.
Tudo isto em 2020 que será um mau ano para dados de terceiros e um bom ano para os comerciantes que levam a privacidade dos consumidores a sério. Entretanto, os desafios 2020 são diversos na ótica da gestão numa organização, pois os consumidores estão profundamente preocupados com a forma como os seus dados são recolhidos e usados. O volume de notícias sobre dados, violações, vigilância do governo, e corporativa e más condutas, azedou o sentimento do consumidor, na corrente de práticas de dados. A reação começou, e mais pessoas estão a tomar medidas ativas para proteger a sua privacidade.
ceo1
A Forrester prevê que processos de ação nesta área de privacidade vão aumentar
em 300%. Grandes empresas tecnológicas como Apple e Mozilla vão fornecendo aos consumidores novas ferramentas que excluem os dados e as startups anti-vigilância receberão financiamento, sendo entregues novos regulamentos.
Independentemente de acontecer através da tecnologia, sentimento, processo, ou regulação, o resultado será o mesmo: a gestão de marketing deixará de poder confiar em agregação de dados de terceiros para direcionar aos consumidores. Em 2020, prevemos que alguns marketeers vão ficar à frente da curva restringindo a sua dependência de dados de terceiros. Os marketers vão afastar-se do laborioso e muitas vezes indesejado esforços de personalização. Em vez disso, vão procurar estabelecer uma ligação autentica com os clientes através de  experiências. As organizações vão transferir 10% do seu orçamento para influenciar o marketing. As estratégias assentes em valores tornar-se-ão mais predominante, e cinco marcas Fortune 500 vão procurar Certificação B-Corp.
Dobrar a atenção em automação na empresa será uma tendência sem recuo. Muito poucas empresas investiram na preparação de empregados para o futuro do trabalho – o que significa trabalhar com, ao lado, e potencialmente para a automação.
by Forrester Research, 2020